“Há semelhança de visão na criação entre musica e arquitetura. Apenas a natureza dos materiais difere.” — Frank Lloyd Wright

Operando a partir da premissa de design sonoro, e não, de entretenimento musical, (tea)m considera o som como uma dimensão espacial discreta, que pode ser projetada afim de atingir experiências específicas. O som tem a capacidade única de imergir e envolver o espectador, quando aplicado ao design o som é capaz de transformar um simples projeto em experiência inesquecível.

| english | español |

(tea)m explora ao máximo as potencialidades tecnológicas audiovisuais, compondo faixas para trilhas sonoras de filmes, peças publicitarias, sound branding e jingles.